Bolsa Família 2021 – Tudo o que você precisa saber

O Bolsa Família é, sem dúvidas, um dos programas governamentais mais conhecidos pelo grosso da população. Porém, ao mesmo tempo que é um programa social de enorme repercussão na sociedade brasileira, também pairam enormes dúvidas a respeito dele, como ele funciona e para quem é destinado. Aliado a essas dúvidas, também existem desinformações e fake news a respeito do programa e como ele distribui renda para as famílias cadastradas nele. Neste artigo, trazemos tudo sobre o Bolsa Família 2021.

Para elucidar todas as dúvidas e desmentir de vez as notícias falsas relacionadas ao Bolsa Família, nós reunimos nesse texto todas as informações básicas a respeito do programa do governo federal.

Se você deseja conhecer mais a respeito e saber como pode estar fazendo parte dos beneficiários do programa, dê prosseguimento à sua leitura e confira!

O que é o Bolsa família 2021

Basicamente, o Bolsa Família é um programa de transferência de renda do governo federal, tendo sido instituído primeira no governo Lula, através de uma medida provisória do ano de 2003, sendo promulgada a nível de lei em janeiro de 2004, que unificou alguns programas já existentes dos governos passados e ampliou os benefícios no Bolsa Família.

Entre os programas já existentes e que foram incorporados no Bolsa Família, estavam:

  • Programa Nacional de Renda Mínima vinculada à Educação;
  • Cadastramento único;
  • Programa Nacional de Renda Mínima vinculada à Saúde;
  • Auxílio-Gás;
  • Programa Nacional de Acesso à Alimentação / Fome Zero.

O Bolsa Família é considerado um mecanismo condicional de transferência de recursos, se tratando de um auxílio financeiro àquelas famílias mais pobres e que tenham em sua composição gestantes ou crianças e adolescentes entre 0 e 15 anos que estejam frequentando a escola.

A ideia do programa é quebrar o ciclo geracional da pobreza, tanto a curto, como também a longo prazo.

Sendo de suma importância para o avanço socioeconômico da população brasileira, o Bolsa Família é considerado como um dos programas mais importantes ao combate à pobreza do mundo, tendo sido nomeado com “esquema anti-pobreza originado na América Latina que está ganhando seguidores muito afora”, frase essa publicada na revista britânica The Economist.

benefício bolsa familia 2021

Valor bolsa família 2021

O valor pago no programa do Bolsa Família costuma sofrer reajustes a cada que ano que passa, para que o dinheiro pago esteja de acordo com a taxa inflacionária que se encontra a economia brasileira.

E nesse sentido, a promessa de reajustes do programa tem sido bem sólida e é preciso ficar atento ao que decide o governo federal. Atualmente, o repasse do benefício chega a quase R$ 2,5 bilhões dos cofres públicos e a fila de espera para recebimento dos valores está inteiramente zerada. Ou seja, todas as famílias que fizeram o cadastro para estarem recebendo o benefício foram totalmente atendidas.

Até o momento, o valor recebido por cada família através do Bolsa Família varia entre R$41 a R$372, dependendo da situação econômica dos beneficiários.

No calendário do programa, as datas de pagamento são separadas a partir do último número de identificação social, este que pode ser encontrado no Cartão de Beneficiário do Bolsa Família. O pagamento permanecesse disponível para saque até três meses após a data da disponibilização no calendário.

Em relação ao uso do dinheiro, o governo federal possui pesquisas que indicam que o que é recebido pelas famílias é gasto, por ordem, em comida, material escolar e vestimenta (roupas e sapatos).

Segundo um estudo realizado na Universidade Federal de Pernambuco, dentre aqueles que recebem o dinheiro do programa residentes da área rural, 87% do dinheiro recebido é utilizado justamente para a compra de comida.

Existem também as pesquisas que mostram que o programa está diretamente relacionado a queda da exploração infantil.

Leia Também  Aumento Bolsa Família 2021 - Novo valor, reajuste, aumento e detalhes!

Quem pode receber – requisitos

Para poder estar recebendo o pagamento do Bolsa Família, é necessário que os solicitantes preencham os requisitos necessários que o governo federal estipula.

Esses requisitos servem, justamente, para evitar a ocorrência de fraudes no valor do Bolsa Família e para que o benefício seja realmente pago para as pessoas que necessitam.

Seguindo os requisitos, tem direito a receber o Bolsa Família:

  • Quem possui renda per capita de até R$ 89,00 mensais, categoria onde estão incluídas as famílias extremamente pobres;
  • Quem possui renda de R$ 89,01 até R$ 178,00 mensais. Nesse caso, inclui-se nesse grupo as famílias consideradas pobres e que possuam em seu núcleo familiar, gestantes, nutrizes, crianças e adolescentes;
  • Além da necessidade de se encaixar em um dos grupos de renda citados acima, também é preciso possuir um cadastro no chamado Cad Único.

Cadastro Único/CadÚnico

O Cadastro Único/CadÚnico é uma iniciativa do governo federal para identificar aquelas famílias brasileiras que se encontram na situação de baixa renda, por meio dos dados concedidos pela própria população.

Os usuários cadastrados podem consultar as suas informações por intermédio do aplicativo disponibilizado, o Meu CadÚnico, disponível para dispositivos Android e iOS (iPhone). A ideia do aplicativo é auxiliar o cidadão a se inscrever no programa.

Com esse cadastro, o governo consegue identificar quem já está cadastrado e apto a receber alguns benefícios que ele oferece.

Como receber o Bolsa Família (cadastro)

Se você necessita fazer parte do programa e receber o auxílio, deve se atentar a alguns passos.

O primeiro deles é se inscrever no Cadastro Único para os programas sociais do governo federal. A inscrição pode ser realizada no setor responsável pelos programas sociais ou cadastro único de seu município.

Em algumas cidades, o próprio Centro de Referência de Assistência Social (Cras) realiza esse cadastro. A família solicitante só poderá entrar no cadastro do programa caso se enquadre no perfil exigido (requisitos mencionados acima).

Ao ingressar no programa, as famílias recebem o dinheiro todos os meses, e como contrapartida, cumprem os compromissos nas áreas da saúde e educação. O valor destinado para cada usuário varia conforme alguns quesitos, como o número de membros da família, idade e renda declarada no Cadúnico.

A seleção das famílias acontecem por meio de um sistema informatizado e a mera inscrição no programa não garante a entrada automática nele. Com uma disponibilidade orçamentária e um limite de famílias que podem ser atendidas, o governo federal estipula por município que irá receber o auxílio.

Sendo assim, a inscrição no Cadastro único deve ser realizada por uma pessoa da família, o que é denominada de Responsável Familiar, que precisa ter ao mínimo de 16 anos e ser, preferencialmente uma mulher.

Ao ingressar no Cadúnico, as famílias podem ter acesso aos demais programas oferecidos pelo governo federal, como por exemplo, o Tarifa Social de Energia Elétrica, Minha Casa Minha Vida, Carteira do Idoso e etc.

Documentos necessários

Para estar realizando o Cadastro Único, é de suma importância ter toda a documentação exigida. Confira quais são eles:

  • CPF, RG, título de eleitor, certidões de nascimento e/ou casamento, e carteira de trabalho de todas os membros que fazem parte da família;
  • Histórico escolar completo de todas as crianças;
  • Comprovante de residência devidamente atualizado;
  • Contracheque ou carteira profissional das pessoas que trabalham na família, desde que nela estejam os valores do contrato do trabalhador, que servirá como validação da renda mensal da família em questão;

Calendário bolsa família 2021

Para ajudar na consulta e entendimento das famílias para saberem quando ocorrerão o seu pagamento do programa, a Caixa libera um calendário com todas as informações e datas de recebimento.

Seguindo o calendário, você não correrá riscos de perder o seu benefício e, porventura, vir a perdê-lo.

Lembrando que você deve verificar o final do NIS, que está no cartão do programa. Cada número, de 0 a 9, corresponde a uma data em cada um dos doze meses do ano. Confira o calendário completo:

Décimo terceiro bolsa família

Uma notícia positiva para as pessoas que recebem o auxílio do bolsa família, é que agora está incluso no calendário do programa a confirmação do pagamento do 13° salário Bolsa Família 2021. Dessa forma, o cidadão beneficiário poderá contar com uma ajuda extra no final do ano para pagar as suas contas. Lembrando que o valor do décimo terceiro do programa é igual às demais parcelas.

Cartão bolsa família

Para fazer a solicitação do seu cartão bolsa família, o beneficiário precisa se dirigir até o posto de atendimento do programa em seu município e levar toda a documentação pessoal exigida.

Com a aprovação do benefício, sua família terá de realizar o cadastro único, o CadÚnico, programa feito para evitar fraudes.

Com todas as etapas concluídas, será encaminhado para a sua casa, uma correspondência comunicando a aprovação do seu cadastro.

Passados de 30 a 40 dias, o cartão do Bolsa Família é enviado e chegará em sua residência. Ele é utilizado para a consulta do saldo e recebimento do benefício.

Caso o cartão porventura não cheque, é necessário que o beneficiário vá até uma agência da Caixa Econômica para solucionar esse problema.

Consultar saldo bolsa família

Para consultar o saldo do bolsa família pela internet, siga os seguintes passos:

  • Acesse o site e selecione se você deseja realizar a consulta por Estado, município ou família;
  • Na próxima página, selecione e preencha os dados. Depois clique em “Consultar”.

Para consultar através do telefone, você deve ligar para o número de atendimento da Caixa

no seguinte número: 0800 726 0207.

 Lembrando que você deva ter em mãos o seu nome completo, CPF, RG e número do Cartão Cidadão.

Agora, por intermédio do aplicativo, você deverá baixá-lo através das lojas digitais (Apple Store e Play Store). Depois do download e instalação devidamente feitos, abra o aplicativo e digite o seu NIS na tela inicial para consultar o seu saldo.

Bolsa família bloqueado

O benefício do Bolsa Família pode ser suspenso devido a alguns motivos, confira:

  • Dados incorretos;
  • Renda superior ao valor estabelecido;
  • Crianças da família não matriculadas em alguma escola;
  • Gestantes e crianças não estando em dia com exames e acompanhamentos médicos;
  • Não comparecimento no posto de atendimento para o recadastramento obrigatório do programa;
  • Mudança de endereço sem informar ao cadastro da cidade.

Para regularizar a sua situação, será necessário que você vá até a unidade responsável em sua cidade pelo programa, informando o ocorrido.

Atualizar cadastro bolsa família

De tempos em tempos ocorre o recadastramento obrigatório, onde as pessoas devem comparecer às unidades responsáveis em sua cidade para atualizarem os seus dados.

E para evitar a suspensão do seu benefício, para atualizar os seus dados a pessoa deve procurar o setor responsável pelo programa nos Centros de Assistência Social, munido de seu cpf e título de eleitor e com pelo menos um documento dos demais membros da família.

Aplicativo do Bolsa família

Como mencionado anteriormente, o programa do bolsa família possui um aplicativo, disponível tanto para Android como para iOS. Nele, você pode consultar o seu saldo, extrato e demais informações sobre o seu benefício.

Para baixá-lo, acesse a loja do seu celular (Play Store e Apple Store) e busque pelo seu nome.

Como sacar Bolsa Família

Com o cartão do programa em mãos, você precisará ativá-lo ligando gratuitamente de qualquer telefone, seja ele fixo ou celular, para o número 0800 726 0207 e solicitar o desbloqueio e liberação do cadastramento da senha.

Após isso, você terá que ir até uma lotérica para cadastrar a sua senha e assinar o termo de responsabilidade.

Com o cartão devidamente ativado, você poderá sacar o seu bolsa família em qualquer caixa eletrônico da Caixa, correspondentes Caixa Aqui e Lotéricas.

Contatos – Telefone bolsa família

Se você ainda tem dúvidas a respeito do programa e do seu benefício, pode entrar em contato via telefone com a central. A ligação é totalmente gratuita e pode ser realizada por qualquer pessoa que queira se manter devidamente informada sobre o programa.

Confira os números disponibilizados pelo governo federal para que você tire todas as suas dúvidas a respeito do benefício através do telefone Bolsa Família 2021.

  • SAC da Caixa: 0800 726 0101;
  • Caixa Econômica Federal: 0800 726 0207;
  • Ministério do Desenvolvimento Social: 0800 707 2003.

Mantenha-se informado e sempre em dia com o seu cadastro no programa para evitar a suspensão de seu pagamento e dores de cabeça futuras.