bolsa família dinheiro na conta

Bolsa Família dinheiro na conta hoje: vou receber o dinheiro quando?

Alguns beneficiários do Bolsa Família já contam com dinheiro na conta hoje. No entanto, não são todos os beneficiários que receberam o valor do novo auxílio emergencial.

Muitos estão curiosos sobre como o Bolsa Família vai funcionar para se ter dinheiro na conta durante o pagamento do auxílio emergencial. Pois, muitas teorias foram levantadas sobre o auxílio emergencial, mas agora podemos afirmar com convicção como vai funcionar.

Você pode se interessar sobre:

Calendário Bolsa Família no auxílio emergencial

Nova regra Bolsa Família – Confira também os novos valores

Quem tem Bolsa Família vai receber o dinheiro quando?

No dia 6 de abril começou o pagamento do auxílio emergencial. Essa nova rodada veio devido a persistência da pandemia do Covid-19 no nosso país. No entanto, o valor inicialmente só poderá ser gerenciado pelo Caixa Tem.

Isso ocorre para fazer com que as pessoas utilizem preferencialmente o aplicativo para gerenciar o dinheiro. Só mais a frente será liberada a possibilidade de ir até uma agência para sacar o valor.

A liberação do pagamento vai acontecer conforme o mês de nascimento dos indivíduos. Por exemplo, os nascidos em janeiro serão os primeiros beneficiados. Ou seja, serão beneficiados no dia 6 de abril. Logo, alguns beneficiários do Bolsa Família já contam com dinheiro na conta.

Mas, o saque do valor no banco só poderá ser realizado no dia 4 de maio. Por isso, caso deseje sacar o valor terá que passar para outra conta bancária antes. No calendário abaixo é possível observar qual o dia que os beneficiário poderão receber o auxílio emergencial:

Leia Também  Bolsa Família em julho: programa terá melhorias

Como pode ver, o pagamento vai durar todo mês. Mas, para sacar o valor no caixa eletrônico terá que esperar até maio. Logo, para quem está precisando do valor, a utilização do Caixa Tem será quase uma obrigação.

Como vai ser o pagamento do Bolsa Família pelo Caixa Tem?

Em março deste ano todos os beneficiários do Bolsa Família tiveram seus pagamentos migrados para o Caixa Tem. Assim, os mesmos receberam uma nova forma de ter acesso ao benefício sem ter que se expor aos perigos da pandemia.

Contudo, aqueles indivíduos que quiserem continuar a receber o Bolsa Família como faziam anteriormente poderão continuar assim. Esse novo método foi uma tentativa de melhorar o procedimento o tornando mais acessível virtualmente.

Quem recebe o Bolsa Família vai contar com dinheiro na conta social digital do Bolsa Família para poder ser sacado. No entanto, durante o pagamento do auxílio emergencial, o Bolsa Família vai ser suspenso para aquelas pessoas que recebem um valor inferior no Bolsa Família do que será pago pelo auxílio emergencial.

Como vai ser o pagamento do Bolsa Família esse mês?

O Bolsa Família durante o pagamento do auxílio emergencial será suspenso. Exceto nos casos do valor do Bolsa Família ser superior ao do auxílio emergencial. Então a maioria dos beneficiários do Bolsa Família passaram a receber somente o auxílio emergencial em abril.

Por isso, se ligue nas datas listadas anteriormente para saber que dia o valor vai estar disponível para ser utilizado através do Caixa Tem. Infelizmente quem nasceu nos meses mais à frente do ano acabaram demorando mais para ter acesso ao benefício.

Auxílio emergencial negado

Foi informado pelo governo federal que diversos motivos podem fazer o auxílio emergencial ser negado. Por exemplo, no caso do auxílio ter sido negado pelo indivíduo ser menor de idade, o mesmo pode ser contestado.

Leia Também  Reforma do Bolsa Família 2021: haverá mudanças no programa?

Mas, no caso do indivíduo ser realmente menor de idade, o benefício não será concedido. Só poderá ser contestado no caso de ter havido um erro na hora de digitar a data de nascimento.

Outro motivo para o auxílio ser negado é constar um registro de óbito. O auxílio também poderá ser contestado, algumas vezes por erros constam um registro de óbito junto ao seu CPF. Mas, indo em um cartório isso poderá ser resolvido.

E quando for pedido o auxílio novamente ele poderá ser aprovado. Uma vez que estará provado que o indivíduo está vivo e pedindo o auxílio.

No caso do motivo ser seguro desemprego. Deve-se verificar se consta algum benefício em seu nome, e no caso de não existir. Daí sim deve-se solicitar novamente para receber o auxílio emergencial.

Dentre os motivos possíveis, ainda existe a inscrição SIAPE, que é para o caso do usuário ser ou ter sido servidor público. No caso do indivíduo já ter sido desligado do órgão ele poderá receber o benefício.

No entanto, como não foi dada a baixa no sistema, o beneficiário ainda conta com isso ativo. Logo, deverá procurar o responsável e solicitar que ele dê baixa no sistema.

O erro mais comum é o vínculo RGPS que é quando o seu antigo empregador ainda não deu baixa na sua demissão ou desligamento. Assim, o beneficiário ainda consta como trabalhador de carteira assinada.

Para resolver terá que procurar o mesmo para solicitar que ele dê baixa no seu desligamento da empresa. Assim, poderá solicitar o benefício e ser aprovado.