Renda Cidadã: Novo Bolsa Família? E o Renda Brasil?

Renda Cidadã: Novo Bolsa Família? E o Renda Brasil? De fato, todos estão ficando confusos e receosos, ainda mais com as atitudes do Governo Federal. Essa incerteza e indefinição causam preocupação aos brasileiros que utilizam e precisam dos programas sociais disponibilizados pelo Governo.

Após a polemica do Renda Brasil, o Governo começa agora a estruturar o Renda Cidadã. Tudo isso para o atual presidente, Jair Bolsonaro, ter um Bolsa Família para chamar de “seu”. Até a definição e a confirmação do novo programa, os brasileiros ficam apreensivos com as condições que lhe serão oferecidos.

Por isso, para saber mais sobre o Renda Cidadã, como ele vai funcionar e como se cadastrar, continue lendo e saiba todas as informações. Aqui você vai entender de uma vez por todas se o Bolsa Família vai acabar e descobrir se é possível fazer o cadastro no novo mecanismo.

Renda Cidadã é o novo Bolsa Família?

De fato, o Bolsa Família foi criado durante o Governo Lula. Ele serviu para que o petista conquistasse muitos votos, que ajudaram em sua reeleição e também na eleição de Dilma Rousseff.

Bolsonaro sabe que um programa de transferência de renda é importante. Mas, tem que criar algum que leve a sua assinatura. É verdade que em 2003 no lançamento do Bolsa Família, Lula uniu diferentes programas, e agora ele quer fazer algo parecido.

Assim sendo, o Renda Cidadã será o novo programa do Governo Federal que irá substituir o Bolsa Família. Dessa forma, o Bolsa deixará de existir. Este novo programa terá grande diferenças.

Leia Também  Como consultar o Renda Cidadã

Vai acabar o Bolsa Família?

O Bolsa Família será substituído pelo Renda Cidadã. Então sim, o Bolsa Família deixará de existir. Mas para aqueles que são beneficiados com o Bolsa, continuarão recebendo o benefício, só que agora, do Renda Brasil.

O que é o Renda Cidadã?

Foi confirmado pelo senador Márcio Bittar que o presidente Jair Bolsonaro autorizou a incluir o Renda Cidadã no do Pacto Federativo, da Proposta de Emenda Constitucional.

O valor do pagamento do Renda Cidadã deve ser próximo a R$ 300,00, mais do que o Bolsa Família paga, e próximo ao valor das últimas parcelas do auxílio emergencial. Boa parte daqueles que estão recebendo o auxílio emergencial por conta da pandemia do nono coronavírus serão incluídos nesse novo programa.

Isso por conta de que a partir do dia 1º de janeiro de 2021 não será mais pago o auxílio emergencial. Ao menos essa é a previsão atual, mas como as parcelas tem sido renovadas, fora do que estava previsto, fica difícil afirmar algo nesse aspecto.

Ainda não se sabe qual é a fonte de recursos para a implementação do Renda Cidadã.  “É preciso entender que vai ter que tirar de algum lugar. Mas não podemos deixar as pessoas desamparadas. Busca-se o consenso dentro do possível”, afirmou o senador.

O político acredita que diferente do Bolsa Família, o Renda Cidadã vai permitir que as pessoas busquem novas perspectivas e não fiquem dependentes do programa para sempre.

“O programa novo cria mecanismos que fazem com que as pessoas queiram ter a carteira assinada. As pessoas têm medo de deixar o Bolsa hoje. Temos ideias que transformariam essa modernização em uma coisa mais ágil, mais impermeável à fraude. Já foram feitos muitos filtros, mas o novo programa faz um filtro a mais”, disse Bittar.

Leia Também  Como consultar o Renda Cidadã

Já posso fazer o cadastro do Renda Cidadã?

Além de atender aqueles que já recebiam o Bolsa Família, com o Renda Cidadã o Governo pretende atender ainda mais brasileiros. Por isso, o processo de inscrição e cadastramento para o novo programa deve ser parecido com o do Bolsa.

Mas, é preciso aguardar o lançamento para ter mais informações sobre como serão realizados os novos cadastramentos. A expectativa é de que exista um cadastro online, semelhante ao modo que foi usado nos pedidos do Auxílio Emergencial.

Aliás, se a pandemia foi benéfica para alguma coisa foi em relação a agilidade em processos que antes só podiam ser feitos de maneira presencial. Quem sabe os cadastros no Renda Cidadã possam ser feitos até mesmo por um aplicativo, sem sair de casa.

Renda Cidadã sai em 2020?

O programa deve entrar em vigor a partir de janeiro de 2021, já que o auxílio emergencial acaba em dezembro de 2020 e os brasileiros não podem ficar desamparados nesse momento tão difícil que o mundo está passando.

Não existe uma confirmação de data para que seja lançado oficialmente e comece a entregar dinheiro às pessoas. Em suma, antes disso a proposta precisa ser aprovada na Câmara dos Deputados e depois no Senado. Somente assim é que Bolsonaro poderá sancionar a lei.

Como você percebeu, esse é um procedimento longo. Até lá pode ser que o governo federal mude de ideia novamente e aposte no Renda Brasil.